>

BRASÍLIA – A fase C da Usina Termelétrica Candiota 3, inaugurada com a promessa de ser de causar menos prejuízos ao meio ambiente, está sendo questionada pelo Ministério Público Federal no Rio Grande do Sul e ambientalistas.
O MPF-RS quer que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) anule a licença ambiental que autorizou o início da operação do empreendimento, concedida em dezembro do ano passado.
Anúncios