>

O preço de componentes voltou a subir. Conseqüência da destruição de algumas fábricas localizadas no Japão, país que é o quinto maior produtor mundial de semi-condutores. 
Segundo a Reuters, dezenas de empresas japonesas fabricantes de componentes eletrônicos para as mais diversas indústrias, mantêm as fábricas fechadas enquanto não é restabelecida a rede elétrica e são arranjadas vias de comunicação e portos.
Isto está  a levar muitos fabricantes a procurar alternativas para o fornecimento de componentes eletrônicos, área onde o Japão ainda é um dos principais fornecedores mundiais. Principalmente, de chips de memória Flash, onde o país é responsável por 40% da produção mundial. Há fábricas da Toshiba, Sony, Canon e Texas Instruments que estão paradas.
A consultora IHS iSuppli prevê que o terramoto no Japão venha a provocar uma escassez de alguns componentes eletrônicos o que vai provocar o aumento do seu preço, principalmente das memórias flash.
Enhanced by Zemanta
Anúncios